<
LUÍS QUINTAIS
POESIA
N.º 33
<
>
Not with a bang
but a Werther
 
Relâmpago n.º 33
<
>