<
IMPRESSÃO
GASTÃO CRUZ
POESIA
N.º 34
<
>

Noite anfíbia da ria sobre a areia
fazendo devagar subir a água
até dissolver nela
a linha que separa a areia subjugada
da que resiste ainda ao avanço da água:
tal como tu confundo areia e água,
noite a que não pertenço
como jamais alguém pertence a uma casa

 
Relâmpago n.º 34
<
>