<

2

 

Eis a vítima,
aquela a quem a morte descompôs.

Exceptuando as unhas,
toda a sua área
decresceu.

Está muito branca,
e contudo enegreceu.

Reparando bem, uma fracção
da pupila que um dia teve brilho
espreita mortiça
sob a pálpebra já sem peso.

O pé imóvel, sabe Deus se apertado
dentro do sapato enfiado à força.

E flores sobre aquela
de quem a morte soprou
a vela precária

e descompôs
como a loba desordena
as entranhas da rês.

A. M. Pires Cabral
<
>
 
 

Relâmpago nº11

<
>